Como Construir Dentro do Meu Orçamento?

05 de Julho de 2013, 11:55

Arquitetura2

O momento de construirmos ou reformarmos sempre começa com muitos sonhos, alegrias e expectativas, horas sonhando como será ou como ficará a minha casa, entre outras tantas coisas, para garantirmos nosso sucesso porém é necessário tomarmos alguns cuidados para que a tão sonhada construção ou reforma da casa não se torne uma dor de cabeça.

Reclamações do tipo: Gastei o dobro do que queria gastar, o material foi desperdiçado, vou matar o meu pedreiro, são reclamações constantes e que fazem como que todo o sonho inicial da nova construção vire em muitas vezes um inferno e pior de tudo sem data para acabar. Vamos ver abaixo um pequeno roteiro para construirmos e reformas dentro da nossa realidade financeira:

  1. PROJETO
    Tudo deve iniciar pelo projeto, antes do inicio de um projeto devemos contratar um profissional: engenheiro, arquiteto ou designer de interiores, sendo que o designer de interiores não pode fazer projeto arquitetônico e nem alterar elementos estruturais de projetos (vigas, pilares e lajes). Contrato o profissional e hora de começarmos o projeto que deve conter  todas as informações necessárias para a execução sendo que para a correta execução os seguintes projetos devem ser realizados:

Projeto Arquitetônico: Plantas baixas, Cortes, Fachadas, Cobertura, Revestimento de piso e parede.

Projeto Estrutural: Todas as ferragens de vigas, pilares e lajes assim como soluções para possíveis alterações tais como: retirada de uma pilar.

Projeto Elétrico: Deve conter todas as informações referentes carga elétrica prevista, espessura da fiação, tomadas e interruptores, pontos de iluminação e de climatização.

Projeto Hidrosanitário: Deve conter informações das ligações dos tubos e conexões, aparelhos sanitários (louças e metais) e de reaproveitamento de água da chuva que já é um requisito solicitado na maioria das cidades brasileiras,  projeto de tratamento de efluentes (esgoto sanitário), Projeto de aquecimento solar.

Projeto de Interiores: Envolve os projetos de paginação de gesso, projeto de mobiliário, paginação de acabamentos (pisos, azulejos), projeto de iluminação.

Para obras maiores ainda é necessário os seguintes projetos: Preventivo de Incêndio, Para Raio, iluminação de emergência, TV a Cabo, Interfone e internet.

Agora sim de posse de todos os projeto, podemos começar a pensar na execução.

DICA : SEM PROJETO NÃO TEMOS COMO LEVANTAR OS CUSTOS DA OBRA PORTANTO NÃO SABEREMOS COM PRECISÃO O QUANTO VAMOS GASTAR, SEM PROJETO NÃO DEVEMOS EXECUTAR NEHUMA TAREFA.

DICA : SEMPRE CONTRATE UM PROFISSIONAL QUALIFICADO PARA ELABORAR OS PROJETO.

  1. PLANEJAMENTO
    Nesta vamos colocar no papel todas as tarefas necessárias para a perfeita execução do que foi projetado, no planejamento colocaremos as prazos para execução de todas as tarefas.

O Planejamento é uma fase fundamental para o sucesso financeiro da obra, pois a medida que o prazo aumenta os custos também aumentar, imagine esta obra de três meses durar 6 meses, quanto gastaria a mais de telefone, combustível, mão de obra, etc… sem falar no nosso tempo, no planejamento é a fase que devemos tomar algumas decisões.

1 –Começar a pré-selecionar as empresa  que executarão as atividades, pois caso uma empresa não tenha interesse ou não seja capaz de atender os requisitos especificados em projetos ou no cronograma não perderemos tempo ;

2 –   Realizar visitas a obras que a empresa já executou;

3 – Definir e deixar claro as responsabilidades  de cada participante da obra, Profissional, Proprietário, Construtor e qualquer outra parte interessada.

4  – Definir um calendário de reuniões com o profissional e com os possível construtores. Recomenda-se no mínimo a cada 15 dias. Nas reuniões deveremos tratar de assuntos referente a qualidade, custos, prazos ou seja todo e qualquer assunto referente a obra.

DICA: ESCOLHA UMA PESSOA PARA SOLICITAR INFORMAÇÕES AOS PROFISSIONAL OU CONSTRUTOR, POIS MAIS DE UMA PESSOAS SOLICITANDO INFORMAÇÕES OU SOLICITANDO MUDANÇAS CAUSA CONFLITO DE COMINICAÇÃO O QUE PODE OCASIONAR EM UM ERRO NO SERVIÇO E CONSEQUENTEMENTE UM AUMENTO DE CUSTO.

DICA: CONTRATE UM PROSSIONAL PARA REALIZAR O GERENCIAMENTO DA SUA OBRA E DEIXE SEMPRE QUE POSSIVEL QUE ELE SEJA SEU CANAL DE COMUNICAÇÃO A CONSTRUTORA.

DICA: COMUNICAÇÃO EM OBRA E ALMA DO SUCCESSO DA REFORMA OU CONSTRUÇÃO, ISTO GARANTE QUE OS CUSTOS, PRAZOS E QUALIDADE TENHAM MAIOR PROBABIULIDADE DE SEREM RELIZADAS COM SUCESSO

DICA: TENHA CERTEZA DE QUE A CONSTRUTORA ESTA CIENTE DOS PRAZOS, COLOQUE O CRONOGRAMA NO CONTRATO.

  1. ORÇAMENTO

Muito bem como já temos os projetos, definimos o planejamento, agora é hora de orçarmos a nossa construção ou reforma. No orçamento devemos verificar o quanto vamos gastar de material e mão de obra. Devemos ter muita atenção quando trabalhamos com custos, pois muita vezes o que queremos não reflete a  realidade do que podemos pagar, portanto é muito comum nesta etapa retornarmos ao projeto e fazer ajustes para que o mesmo fique adequado a nossa realidade financeira isso não é vergonha alguma e estilo e beleza não são sinônimos de custo alto e sim de criatividade e bom gosto.

Mais importante que orçar a obra e acompanhar a o desempenho financeiro da obra, desta maneira não corremos o risco de chegar ao final para saber se gastamos ou não o que prevíamos.

CUIDADOS AO DETERMINAR OS CUSTOS

1 – Faça orçamento com fornecedores locais pois o preço dos matérias e da mão de obra variam de região para região;

2- Faça no mínimo dois orçamento para cada material da obra, desta maneira podemos compara os preços, esta regras serve para a contratação de mão de obra.

3 – Verificar se as dos funcionários da empresa são registrados;

4- Elaborar um Contrato que contemple todas os direitos e obrigações do prestador de serviço.

5 – Elabore um cronograma de pagamento conforme o andamento e conclusão das etapas do cronograma de trabalho, desta maneira teremos certeza de que o que pagamos o que já foi executado .

6 – Leia e releia o contrato juntamente com o profissional  e construtora desta maneira todas as dúvidas serão esclarecidas antes do inicio dos trabalhos.

7- Diferenças muito grandes em preços devem ser avaliadas pois sega a seguinte regra: NÃO EXISTE MILAGRE, dificilmente vamos encontrar dois produtos semelhantes com o mesmo preço, analise a qualidade e o histórico do fornecedor.

8 – Em obras menores tente  comprar todo o material de forma antecipada pois desta forma conseguiremos garantir os preços, caso a obra não tenha espaço para armazenamento de todo o material mantenha uma comunicação constante com o seu fornecedor ficando atendo a possíveis variações de preço.

9 – Verifique a sua possibilidade de gasto mensal com a obra, sobrepondo só custos e o cronograma da obra, desta maneira vamos ter mais tranqüilidade para curtir a construção ou reforma da tão sonhada obra.

10 – O custo de alteração de um serviço durante a obra pode custar até 3 vezes o valor orçado, portanto a hora de ajustar e errar é no projeto.

4- MÃO A OBRA

Já temos o projeto, o planejamento e o orçamento agora já podemos iniciar nossa obra, certifique-se que todos os envolvidos tenham clareza quanto as informações contidas em todos os documentos, uma boa dica e antes de iniciar a obra fazer uma reunião para acertar todos os detalhes e dúvidas.

DICA: Fiscalize os serviços com o profissional e a construtora contratada desta maneira as todos estarão cientes dos itens avaliados.

DICA: Sempre contrate um profissional (engenheiro, arquiteto ou designer de interiores) pois estes profissionais são aptos a realizarem todas as etapas necessárias a uma boa execução e conseqüentemente termos um bom desempenho de custos da obra.

DICA: Jamais tente executar, planejar e orçar obras sozinho caso você não seja um especialista, pois sua probabilidade de sucesso será baixa e conseqüentemente seus custos serão mais altos, contrate um profissional qualificado.

Muito bem já vimos todos os passos necessários a uma boa execução agora é so curtir e boa obra!!!!!

Carlos Eduardo Lopes, Engenheiro Civil e Orçamentista, especialista em gerenciemnto de projetos pela fundação Getulio Vargas, especialista em contabilidade e custos, Gerente de Projetos do Estúdio A\ Arquitetura completa.

COMENTAR

0 Comentário(s)